Useletter




  • Para ativar a sua subscrição terá de clicar no link que será enviado pela Google para o seu email.
  • A Useletter é o nosso popular email que versa sobre áreas como a Meditação, Mindfulness, Budismo, Yoga e outras atividades de 'Integração Mente-Corpo'. Contém os próximos encontros, dicas, sugestões, Meditações Guiadas e Ferramentas Práticas e uma relação forte com a (Neuro)ciência.

   
Voltar ao início

Top Ad unit 728 × 90

.

Rick Hanson - Pode esperar um momento?



POR EDITOR SPM-BE |





Rick Hanson - Pode esperar um momento?

budismo mindfulness
Ao falar com uma criança que está a aprender a melhorar o seu auto-controlo pode perguntar-se se ela gostaria de andar de bicicleta sem travões. A resposta - mesmo das mais animadas - será provavelmente sempre não.

Elas entendem que sem travões significa um passeio acidentado e perigoso. É a mesma coisa na vida. Se se depara com as críticas no trabalho, um parceiro cujos sentimentos estão feridos, um impulso interno para atacar verbalmente ou uma oportunidade para obter alguma gratificação que vai custar-lhe mais tarde, tem que ser capaz de colocar o pé no travão por um momento - fazer uma pausa. Caso contrário, provavelmente, vai falhar, de uma forma ou de outra.

O nosso cérebro funciona através de uma combinação de excitação e inibição: pedais de aceleração e de travão. Apenas cerca de 10% dos nossos neurónios são inibitórios, mas sem a sua influência vital seria o cérebro que iria ter um acidente. Por exemplo, os neurónios individuais que são sobre estimulados morrem.
Na vida diária, a pausa oferece-lhe o dom do tempo.
► Tempo para deixar que as outras pessoas digam o que têm para dizer sem se sentir interrompido.
► Tempo para que possa descobrir o que está realmente a acontecer, acalmar-se e focado, resolver as suas prioridades e criar uma boa resposta.
► Tempo tanto para trazer razão calorosa para sentimentos explosivos e para permitir que a sinceridade suavize posições duras.
► Tempo para os " melhores anjos da nossa natureza" tomem voo na nossa mente.


COMO? 

Deixe-se não agir. Às vezes ficamos tão envolvidos num interminável "fazedor" que se torna um hábito. Faça para que tudo fique bem consigo mesmo para simplesmente Ser de vez em quando.

Algumas vezes por dia pare por alguns segundos e sintonize o que está a acontecer para si, especialmente sob a superfície. Use esta pausa para dar espaço para a sua experiência, como ventilar um armário longo fechado num quarto grande. Apanhe-se consigo mesmo.

Antes de iniciar uma actividade de rotina, tome um momento para se tornar plenamente presente. Tente isto com as refeições, iniciando o carro, escovar os dentes, tomar um banho ou atender o telefone.

Depois de alguém terminar de falar consigo, demore um pouco mais que o normal antes de responder. Deixe o peso das palavras da outra pessoa - e mais importante, os desejos e sentimentos subjacentes da pessoa - realmente acalmarem. Observe como esta pausa o afecta - e afecta a resposta da outra pessoa. Se uma interação é delicada ou “explosiva”, desacelere-a. Pode fazer isso por si só, mesmo que a outra pessoa mantenha a verbalização frenética.

Sem ser deliberadamente irritante, pode permitir alguns segundos em maior silêncio (ou até mais) antes de responder, ou falar de uma forma mais comedida. Se necessário, interromper a interação por completo, sugerindo que falarão mais tarde, ou (último recurso) dizer à outra pessoa que por agora não há nada a dizer/fazer, tentando marcar outra altura para continuarem e desligar o telefone.




Antes de fazer algo que possa ser problemático - como “passar-se”, fazendo uma grande compra com o cartão de crédito, escrever um e-mail contundente ou falar sobre a pessoa A para pessoa B - pare e preveja as consequências. Tente imaginá-las em cores vivas: o bom, o mau e o feio. Então faça a sua escolha.

Por último, por um minuto ou mais em cada dia (quantos mais melhor), faça uma pausa global. Basta sentar-se, com o corpo e a respiração relaxados. Deixando os pensamentos e os sentimentos irem e virem,  fluindo livremente, não correndo no seu curso.

Não precisa de ir para outro lugar, nada que precisa fazer, ninguém que precisa Ser. Pause o Fazer, afunde-se no Ser.



Por favor, partilhe os seus pensamentos, emoções e histórias em baixo. As suas interacções proporcionam uma sabedoria de vida para que todos possam beneficiar.






adaptado por Vítor Bertocchini
MBSR, Mindfulness-Based Stress Reduction,Porto, Maia, Matosinhos, Portugal, Lisboa, Espanha, prática, praticar, Meditação, Mindfulness, Budismo, Zafu, Saúde, Formação, Buddhism, donate, doar, saúde, bem-estar, ansiedade, depressão, yoga, Teacher Training
Rick Hanson - Pode esperar um momento? Reviewed by Prana | TM on 17:08 Rating: 5






MBSR

Treino de Resiliência ao Stress
e de Desenvolvimento Emocional


MBSR TTI

Em 2016 inicia a Formação de Instrutores de MBSR...

Formação

O meu 1º Retiro

Especialmente destinado Para quem deseja iniciar a...

Retiros

Retiros de Silêncio

Passar algum tempo em retiro é uma óptima forma...


Workshops

Fortemente práticos, são uma forma de ter...

Workshops


Mindfulness Institute
Sociedade Portuguesa de Meditação e Bem-Estar



Práticas de Integração 'Mente-Corpo'


A Sociedade Portuguesa de Meditação e Bem-Estar | Mindfulness Institute é uma associação científica, sem fins lucrativos, que procura contribuir para uma sociedade mais consciente através do estudo e da prática da Meditação.

Tem como missão contribuir para o estudo e para a prática da Meditação e outras abordagens de integração "mente- corpo", de forma científica e contemplativa, como forma para aumentar a qualidade de vida das pessoas e das comunidades, para o seu empowerment, facilitando a realização do seu pleno potencial.

ver mais


Bem-vind@s.






Últimas Entradas

*

 
Com tecnologia do Blogger.