Useletter




  • Para ativar a sua subscrição terá de clicar no link que será enviado pela Google para o seu email.
  • A Useletter é o nosso popular email que versa sobre áreas como a Meditação, Mindfulness, Budismo, Yoga e outras atividades de 'Integração Mente-Corpo'. Contém os próximos encontros, dicas, sugestões, Meditações Guiadas e Ferramentas Práticas e uma relação forte com a (Neuro)ciência.

   
Voltar ao início

Top Ad unit 728 × 90

.

Design Inteligente Vs Evolucionismo



POR EDITOR SPM-BE |





Design Inteligente Vs Evolucionismo


H
á não muito tempo atrás existiam duas principais teorias sobre as origens da vida que competiam entre si: evolucionismo e criacionismo. O evolucionismo representado pelas explicações científicas de como o universo começou e o criacionismo oferece a explicação religiosa. Posteriormente surgiu o design inteligente.


O que é o Design Inteligente ?

O design inteligente (DI) afirma que o universo e os seus habitantes não poderiam ter evoluído pelo "acaso cego" estabelecido no Darwinismo. Os seus argumentos centram-se mais no que considera serem buracos na teoria da evolução e a DI alega que essas discrepâncias provam cientificamente a presença de um "designer inteligente" na natureza.

Ao contrário do criacionismo, o DI não afirma que Deus é o designer inteligente. Ele apenas postula que há evidência clara na natureza do design inteligente. O designer pode ser Deus, mas também poderia ser uma raça extraterrestre ou alguma outra força sobrenatural. Além disso, o DI não baseia os seus argumentos directamente da Bíblia cristã.

Mas, enquanto reconhece a possibilidade de pequenas mudanças evolutivas dentro de uma espécie, não reconhece a possibilidade da evolução de uma espécie a partir de outra, nem a possibilidade dos sistemas biológicos altamente complexos resultarem da selecção natural. Os proponentes do DI afirmam que eles pretendem desmascarar o Darwinismo como a teoria dominante da origem  e remover o Naturalismo - a crença de que tudo ao nosso redor pode ser explicado por causas naturais.


Origens e progresso do movimento do DI

Nos séculos 18 e 19 e até a introdução da teoria da evolução de Darwin o "argumento do design" foi a visão predominante da origem do mundo natural.

Em 1802 essa visão foi cristalizada na analogia do relógio do teólogo William Paley, que em 1831 imaginou o seguinte: se encontrar um relógio no meio de um campo vai notar que é um objecto complexo que serve um propósito particular. Ele tem muitas partes diferentes que trabalham em conjunto para contar o tempo. Quando vê o relógio, entende automaticamente ele é produto de design, do relojoeiro e não do acaso. Conclui-se que devemos assumir a mesma visão do mundo natural, quando ele exibe processos complexos que atendem a necessidades particulares.

O argumento do design reinou até Darwin ter publicado "A Origem das Espécies" em 1859. A ciência biológica respondeu esmagadoramente à evidência de Darwin e rapidamente adoptou a evolução como a explicação predominante do desenvolvimento do universo e da vida. E por volta de 1940 quase todos os biólogos do mundo acreditavam que a selecção natural foi a força motriz por trás da evolução.

Em 1991, professor de direito Phillip E. Johnson relançou, efectivamente, o movimento do DI com o seu best-seller "Darwin on Trial". O movimento rapidamente ganhou força nos Estados Unidos. Em 1996, o Discovery Institute lançou o Centro para a Renovação da Ciência e Cultura (CRSC), com a missão de estudar e promover o DI como uma teoria científica.

Politicamente, o movimento DI tem feito progressos incríveis num curto espaço de tempo. Em 1999, apenas oito anos após o movimento realmente ter descolado, o Conselho de Educação de Kansas votou para remover a evolução do currículo de ciências nas escolas do Kansas e a decisão foi amplamente atribuída à campanha pelos defensores do design inteligente. Em 2004, a Pensilvânia decidiu exigir que todas as escolas públicas do distrito ensinassem DI ao lado da evolução nas aulas de ciências. Um ano depois, um juiz do tribunal Distrital dos EUA decidiu que a exigência era inconstitucional.

Qual é a sua preferência?

Criacionismo?
Evolucionismo?
Design Inteligente?
Design Inteligente Vs Evolucionismo Reviewed by Prana | TM on 14:33 Rating: 5






MBSR

Treino de Resiliência ao Stress
e de Desenvolvimento Emocional


MBSR TTI

Em 2016 inicia a Formação de Instrutores de MBSR...

Formação

O meu 1º Retiro

Especialmente destinado Para quem deseja iniciar a...

Retiros

Retiros de Silêncio

Passar algum tempo em retiro é uma óptima forma...


Workshops

Fortemente práticos, são uma forma de ter...

Workshops


Mindfulness Institute
Sociedade Portuguesa de Meditação e Bem-Estar



Práticas de Integração 'Mente-Corpo'


A Sociedade Portuguesa de Meditação e Bem-Estar | Mindfulness Institute é uma associação científica, sem fins lucrativos, que procura contribuir para uma sociedade mais consciente através do estudo e da prática da Meditação.

Tem como missão contribuir para o estudo e para a prática da Meditação e outras abordagens de integração "mente- corpo", de forma científica e contemplativa, como forma para aumentar a qualidade de vida das pessoas e das comunidades, para o seu empowerment, facilitando a realização do seu pleno potencial.

ver mais


Bem-vind@s.






Últimas Entradas

*

 
Com tecnologia do Blogger.