Useletter




  • Para ativar a sua subscrição terá de clicar no link que será enviado pela Google para o seu email.
  • A Useletter é o nosso popular email que versa sobre áreas como a Meditação, Mindfulness, Budismo, Yoga e outras atividades de 'Integração Mente-Corpo'. Contém os próximos encontros, dicas, sugestões, Meditações Guiadas e Ferramentas Práticas e uma relação forte com a (Neuro)ciência.

   
Voltar ao início

Top Ad unit 728 × 90

.

Meditação e Neurociência



POR EDITOR SPM-BE |





Meditação e Neurociência

A

lguns estudos têm comparado a meditação sustentada (6-12 min), com diferentes situações de controlo. Por exemplo, Lazar et al. (2000) compararam o Kundalini Yoga com um período sem controlo e encontraram uma activação significativa no córtex pré-frontal dorsolateral (DLPFC), no córtex cingulado anterior (ACC), no córtex parietal, hipocampo, córtex temporal , corpo estriado , hipotálamo, e pré e pós giros centrais durante meditação (Lazar et al., 2000). O envolvimento do DLPFC e do ACC também tem sido observado em estudos semelhantes com diferentes estilos de meditação e condições de controlo (Short et al., 2010). Pensa-se que os DLPFC e ACC estão envolvidos na regulação activa da atenção. Alguns estilos de meditação foram comparados com um estado de repouso e activações foram relatados nos DLPFC, ACC e gânglios basais durante o período de meditação (Baerentsen, 2001; Ritskes et al., 2003).

Certos estilos de meditação , como a meditação yoguica, budista tibetana e meditação transcendental também foram comparados com o estado de repouso em meditadores estudados com recurso a tomografia por emissão de positrões (PET), Tomografia computadorizada por emissão de fotão único ( SPECT) e métodos Reoencefalografia e foi encontrada activação no giro pós-central, no córtex cingulado, córtex inferior orbital, DLPFC, tálamo bilateral e regiões sensório-motoras ( Herzog et al., 1990 , Jevning et al. , 1996 e Newberg et al., 2001).

 Os correlatos estruturais da prática de meditação também foram relatados na literatura (Lazar et al., 2005 e Pagnoni e Cekic , 2007). Lazar et al. (2005) descobriram que as regiões do cérebro associadas com a atenção, com os processamentos interoceptivo e somatossensorial são mais espessas em meditadores em comparação com os sujeitos do grupo de controlo e também que a prática regular da meditação pode retardar a diminuição da zona cortical relacionada com a idade ( Lazar et al. , 2005). Outros estudos têm demonstrado um aumento da densidade de matéria cinzenta no putamen e no tronco cerebral em meditadores de longo prazo (Pagnoni & Cekic, 2007; Vestergaard-Poulsen et al., 2009).
Meditação e Neurociência Reviewed by Vítor Bertocchini on 16:14 Rating: 5






MBSR

Treino de Resiliência ao Stress
e de Desenvolvimento Emocional


MBSR TTI

Em 2016 inicia a Formação de Instrutores de MBSR...

Formação

O meu 1º Retiro

Especialmente destinado Para quem deseja iniciar a...

Retiros

Retiros de Silêncio

Passar algum tempo em retiro é uma óptima forma...


Workshops

Fortemente práticos, são uma forma de ter...

Workshops


Mindfulness Institute
Sociedade Portuguesa de Meditação e Bem-Estar



Práticas de Integração 'Mente-Corpo'


A Sociedade Portuguesa de Meditação e Bem-Estar | Mindfulness Institute é uma associação científica, sem fins lucrativos, que procura contribuir para uma sociedade mais consciente através do estudo e da prática da Meditação.

Tem como missão contribuir para o estudo e para a prática da Meditação e outras abordagens de integração "mente- corpo", de forma científica e contemplativa, como forma para aumentar a qualidade de vida das pessoas e das comunidades, para o seu empowerment, facilitando a realização do seu pleno potencial.

ver mais


Bem-vind@s.






Últimas Entradas

*

 
Com tecnologia do Blogger.