Useletter




  • Para ativar a sua subscrição terá de clicar no link que será enviado pela Google para o seu email.
  • A Useletter é o nosso popular email que versa sobre áreas como a Meditação, Mindfulness, Budismo, Yoga e outras atividades de 'Integração Mente-Corpo'. Contém os próximos encontros, dicas, sugestões, Meditações Guiadas e Ferramentas Práticas e uma relação forte com a (Neuro)ciência.

   
Voltar ao início

Top Ad unit 728 × 90

.

5 - Mindfulness nas actvidades quotidianas



POR EDITOR SPM-BE |





5 - Mindfulness nas actvidades quotidianas

Este é o 5º artigo da série dedicada ao stresse e à sua gestão eficaz. Depois de termos introduzido nos artigos anteriores os conceitos de stresse, coping, a prática de minduflness (atenção plena) como técnica redutora do stresse, este artigo irá apresentar a prática de mindfulness nas actividades quotidianas.

Outros artigos desta série:

1. Gerir o Stresse: Introdução
2. Gerir o Stresse: O Coping
3. Gerir o Stresse: Aprender Mindfulness
4. Gerir o Stresse: Estar em Atenção Plena em Momentos de Stresse
5. Mindfulness nas Actividades Quotidianas

Mindfulness (atenção plena) descreve um estado de espírito aparentemente difícil de conseguir para a maioria das pessoas. Quando elas param e vêm o seu fluxo de pensamentos, descobrem que a sua mente se move rapidamente de um pensamento para outro, como um cachorrinho brincalhão, em constante movimento. Aprender a atenção plena envolve trazer a mente de volta para algum pormenor do momento presente, reconhecendo isso, e aceitar. Com esta prática em horários regulares de meditação e em momentos de stresse pode ajudar a manter-se focado cada vez mais no momento presente.

Outra forma de praticar a atenção plena é prestar muita atenção aos seus sentimentos e sensações à medida que faz actividades simples do quotidiano. Muitas pessoas que fazem isto regularmente relatam sentir mudanças profundas na qualidade das suas vidas. Os bons sentimentos e a felicidade que experimentam dia a dia aumentam consideravelmente, e as suas reacções negativas a momentos de stresse são em muito diminuídas.

Então, como pode uma pessoa começar a praticar a atenção plena nas actividades de todos os dias? 
Uma técnica muito simples é desacelerar e prestar atenção às pequenas experiências que as compõem. Escolha algo que faz muitas vezes e faça-o muito lentamente, percebendo as sensações que lhe provoca em cada pequena parcela da actividade.

Por exemplo, pense em beber chá. Uma pessoa a tomar chá na forma habitual pode estar ciente de segurar o copo, sentindo o aroma antes do primeiro gole, e o gosto do primeiro gole. A experiência de beber o resto do chá pode-se misturar numa única experiência que tem a ver com o perceber a quantidade decrescente de chá na xícara.

Beber um gole de um copo de chá com plena atenção, no entanto, é bem diferente. Comece com a percepção da xícara de chá na sua frente. Qual é a forma do copo? É alto ou baixo, largo ou estreito, de paredes espessas ou de paredes finas? Qual é a cor da taça? Qual é a cor do chá no copo? Sai vapor da xícara?

Quando toca no copo tem uma experiência diferente dele. Que textura é a superfície do copo? Se ele tem uma asa, está quente ou fria? É diferente da temperatura do corpo do copo? Qual é a sua reacção ao tocar a taça - gosta da sensação nos seus dedos, não gosta, ou sente-se indiferente a isso? Observe os seus sentimentos e sensações físicas, aceite, e continuar a prestar atenção a cada momento da experiência.

À medida que levanta a taça, observe a sensação de plenitude ou peso. Além disso, observe que, ao trazer lentamente o copo em direcção ao seu rosto o cheiro do chá torna-se bastante perceptível. A que cheira? É doce, picante ou pungente? Você percebe um aroma dominante e outros aromas mais fracos? Será que o cheiro evoca uma reacção emocional? E será que a cor do chá se torna diferente à medida que o vê mais perto?

Quando toca os seus lábios na borda da xícara, irá sentir uma temperatura e uma textura. O que são essas sensações? Pode sentir o vapor do chá no seu rosto? Quando ingere, como é o sabor? É exactamente como o perfume ou um pouco diferente? E quando olha para o copo de perto agora, o que vê? Nota pequenas correntes no líquido? Há fragmentos de folhas de chá no fundo do copo?

Com o primeiro gole, observe o pequeno movimento do seu pulso que permite que o chá flua para a sua boca. Observe a ligeira mudança no peso do copo. Observe a temperatura do chá, uma vez que entra na sua boca e a sua percepção do sabor, o chá move-se da frente da boca para trás.

Agora, baixe lentamente o copo na mesa. Observe o movimento da sua mão e braço. Observe a diminuição do cheiro à medida que o copo se move para longe do seu rosto. Observe o deslocamento do peso do copo para a mesa. Além disso, observe o sabor do chá na sua boca. É igual ou diferente do sabor que notou quando teve o chá na sua boca? Gosta do sabor ou não? Qualquer que sejam suas sensações e reacções, simplesmente observe e aceite.

Neste ponto, podem ter passado cerca de cinco a dez minutos para tomar o primeiro gole de chá. Muitas pessoas acham que a satisfação de um gole de chá é muito maior por tal actividade, mas outros podem ter um sentimento mais negativo sobre esta prática. Seja qual for o seu sentimento, simplesmente note e aceite. Pode optar por continuar a beber a xícara do chá devagar e com atenção plena, ou pode simplesmente voltar para a sua forma habitual de beber chá.

O chá é apenas um exemplo. Qualquer actividade da vida diária pode ser praticada com plena atenção. Alguém pode varrer um chão, comer uma uva passa ou quaisquer outras actividades comuns, devagar e com atenção plena. Ao começar a atenção plena, por vezes ajuda fazer a mesma actividade repetidamente por algum tempo, talvez diariamente, ou várias vezes por semana.

Para diminuir o stresse e aumentar a felicidade, adicione a prática de mindfulness à actividade diária de meditação regular. As pessoas que se atrevem a fazer isso, muitas vezes, percebem que elas começam a experimentar uma mudança simples, mas profunda nas formas como as suas mentes trabalham. Elas podem reagir às pequenas tensões da vida quotidiana sob diferentes formas, menos perturbadoras. E quando eventos negativos graves surgem, elas são capazes de se tornarem menos instáveis e de recuperar o equilíbrio mais rapidamente.


Porto, Maia, Matosinhos, Portugal, Lisboa, Espanha, prática, praticar, Meditação, Mindfulness, Budismo, Zafu, Saúde, Formação
5 - Mindfulness nas actvidades quotidianas Reviewed by Mindfulness Institute on 01:33 Rating: 5






MBSR

Treino de Resiliência ao Stress
e de Desenvolvimento Emocional


MBSR TTI

Em 2016 inicia a Formação de Instrutores de MBSR...

Formação

O meu 1º Retiro

Especialmente destinado Para quem deseja iniciar a...

Retiros

Retiros de Silêncio

Passar algum tempo em retiro é uma óptima forma...


Workshops

Fortemente práticos, são uma forma de ter...

Workshops


Mindfulness Institute
Sociedade Portuguesa de Meditação e Bem-Estar



Práticas de Integração 'Mente-Corpo'


A Sociedade Portuguesa de Meditação e Bem-Estar | Mindfulness Institute é uma associação científica, sem fins lucrativos, que procura contribuir para uma sociedade mais consciente através do estudo e da prática da Meditação.

Tem como missão contribuir para o estudo e para a prática da Meditação e outras abordagens de integração "mente- corpo", de forma científica e contemplativa, como forma para aumentar a qualidade de vida das pessoas e das comunidades, para o seu empowerment, facilitando a realização do seu pleno potencial.

ver mais


Bem-vind@s.






Últimas Entradas

*

 
Com tecnologia do Blogger.